domingo, 18 de janeiro de 2009

Uma ata e um adendo para registrar belos textos e alguns atropelos


Tarde de sábado, 17 de janeiro, e mais uma reunião de lugar improvável para o Clube do Conto. Depois de pular de bar em bar, sem muito sucesso de garantir mesa e cadeiras graças à má vontade nada literária e nada amigável de alguns proprietários, o Clube conseguiu guarida em um bar mais em frente ao Shopping, na mesma praça. Com a garantia de um sol no rosto, resistimos e contamos com a presença de Mariano, André, Dorinha, Laudelino, Barreto, Ronalto, Simão, Rayssa e Laíza em duas mesas improvisadas. Foram lidos contos requentados e outros inéditos. De clima ameno em seguida, passamos a tergiversar. A boa notícia, vinda de Ronaldo, é que o incansável e quase impublicável livro de contos do Clube já está sendo impresso. Entre outras coisas, o tema ficou meio morto, meio vivo, mas parece que acertamos uma tímida concordância com a proposta de Mariano, coveiro. No mais, o Clube segue teimando, seja num bar, na biblioteca, em bancos de praça ou na calçada. O importante é termos o que contar. Quem quiser que aumente a ata. Esta está finada.

André Ricardo
ADENDO:
Convém lembrar que Laiza montou e editou um programa radiofônico inteiramente sobre o Clube do Conto para a Rádio Tabajara. Está registrado em cd e, se não estou enganada, a edição foi trabalho apresentado em final de curso, na Universidade. Trata-se de importante registro sobre o Clube, desde sua origem, sua história, caracterização, composição e outros dados. O trabalho nos foi presenteado e eu fiquei com o cd, do qual levarei algumas cópias na próxima semana. Escutei ontem o programa, ficou bom. A narração é da própria Laiza, com depoimentos de alguns de nós e leitura de conto. Parabéns, Laiza, pelo trabalho realizado.

Lembrar também que o quorum da reunião foi bonito, apesar dos atropelos. Tivemos a presença de um visitante, Samuel Rocha, que se mostrou disposto a voltar e participar efetivamente. Samuel é professor universitário de Literatura. Só para não esquecer: na próxima semana ainda estaremos no mesmo quiosque, o que fica quase em frente ao Shopping Sul, na Praça da Paz.

Aconteceu e eu dou fé porque vi com meus próprios olhos. Por isso, assino em baixo (ou embaixo)

Dôra Limeira

Um comentário:

laudelino disse...

excelente ata! o adendo também está excelente! viva!